Mudança

Dia 31 de Julho de 2020. Último dia de Julho. Dia de vistoria do apê.

Hoje foi um dia diferente do comum: acordei feliz e estou terminando com uma sensação de vazio no peito e tudo isso foi por me dar conta de que em breve muita coisa irá mudar e é por isso que hoje vim falar sobre mudança.

Imagem por Meu Primeiro Batom Vermelho

Desde 2016 comecei a ter um enorme problema em relação a mudanças por conta de situações que passei principalmente durante aquele ano – que por sinal, foi o ano que mais mudanças aconteceram – e isso interfere até os dias de hoje. Desde fazer uma simples amizade, até mesmo mudar de cidade, sendo situações que mexem demais com meu psicológico.

E hoje foi um dia desses: o dia em que fui ver o apartamento pela última vez antes de me mudar e começar a cair a ficha que depois de 2 anos algo que compramos do papel está praticamente pronto e isso de certa forma me assusta.

Sim!

Depois de várias vezes passar por situações de adaptações a mudanças que ocorreram me faz pensar coisas inimagináveis, me deixando cada vez mais assustadas. Parece bobeira, não é mesmo? Mas pra mim é algo extremamente complicado, tanto que hoje, antes de vir escrever esse texto, eu passei a tarde toda chorando.

Em 2016, quando oficialmente fui diagnosticada com depressão, eu lembro que perdi um ano de faculdade praticamente, já que não tinha forças pra ir estudar e até mesmo não entendo como não perdi o emprego também – era porque minha ex-chefe era maravilhosa – porque até mesmo trabalhar tinha se tornado algo cansativo. E olha que eu amava trabalhar com cultura. Então certas situações acabaram se tornando extremamente exaustivas pelo fato da minha necessidade de mudança e adaptação aos meios que eu estava e estou convivendo.

Por isso, ontem, entre choros e soluços, comecei a tentar analisar e entender em que momento eu criei essa barreira e porque algumas situações são tão difíceis pra mim de serem aceitas, até que comecei a lembrar da minha infância, as vezes que tive que mudar de casa, de escola e como eu ficava com essas situações. E tem algo que me marcou muito que foi quando eu tive que sair da escola que eu estudava a anos para ir para outra nova porque a escola que eu estava não iria ofertar a 5ª série (na época era série). Fui matriculada na nova escola e uma semana depois minha antiga escola disse que iria ofertar 5ª série e acabei não podendo voltar. Eu fiquei bem mal porque basicamente eu teria que iniciar um novo ciclo de amizades e, obviamente, ouvir rejeições (o que foi bem difícil, porque eu criei boas amizades, mas em compensação fui muito, mas muito, zoada).

E ai começa a questão de mudança, eu comecei a detestar que as coisas mudem: tanto que minha mãe reformou a casa e quando chegou no meu quarto eu fiquei alguns dias indignada por ela ter mexido no meu canto – mesmo eu não morando mais lá. E após ter visto meu apê quase ganhando forma, eu fiquei extremamente mexida e passou várias coisas na minha cabeça:

Vou ter que começar tudo se novo?

O que as pessoas que vão morar aqui vão pensar de mim?

Isso vai dar certo?

Por que eu tenho que vir morar aqui?

Não acredito que eu decidi comprar um apartamento, está tão bom onde está.

E a mudança começou a passar de algo sonhado para algo desesperador. Até que conversei com meu marido no café da tarde e ele me tranquilizou e isso é bom: ter alguém que me ajude a ficar mais tranquila e que entenda que não é algo bobo ou um surto de adolescente mimada.

Com tudo isso e esse texto provavelmente sem cabeça que eu escrevi eu cheguei a conclusão que mudanças são comuns na vida de todos, sejam elas boas ou ruins. No meu caso, todas começam sendo ruim e no final eu acabo vendo que aquilo foi necessário para algo futuro e que – mesmo sendo difícil – não posso me deixar abater por algo do tipo.


Um beijo e até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s