Finais trazem novos (re)começos.

18121088_1304940609555326_2883387132261073675_o

Após completar 21 anos em Agosto do ano passado parecia que o mundo havia despencado sobre mim. Simplesmente tudo estava dando errado: Faculdade, Relacionamento e Trabalho.

E por conta disso minha mente se tornou minha prisão, meu inferno. Parecia que eu estava condenada a solidão e a tristeza, sem ninguém me ajudar.

Pra quem acompanhou tanto no Blog como na vida real a situação que passei ano passado sabe o quanto eu estava no fundo do poço. Estava infeliz, chorava em todos momentos, desisti da minha faculdade e queria desistir do meu serviço. Socializar era o terror pra mim.

No final do ano recebi um e-mail que conteve uma frase que acabou comigo que era:

Ridícula, vai escrever no seu blog de doente mental. […] Guria problemática e depressiva.

Na época, receber um e-mail que confesso pra vocês, com a maior falta de educação que um ser humano (se é que posso chamar a pessoa assim) pode ter, e ainda me chamando disso acabou comigo, afinal, eu não estava cometendo um crime escrevendo sobre o que eu estava passando. É errado desabafar? É errado pedir ajuda? É errado aceitar que algumas coisas chegam ao fim?

E sim, eu respondi o tal e-mail, de uma maneira sem precisar xingar, humilhar. Mas sim, eu remoí durante bons meses esse e-mail porque pegou em mim e me fez analisar o quanto as pessoas não pensam no outro, não se colocam no lugar do outro e sim só no que querem pra eles.

1

(link original)

Até que, chegou um momento que eu quis começar a ser uma pessoa melhor pois toda a situação que havia se agravado em 2016 tinha me feito refletir. Foi ai que, um dia no Feed do meu Facebook eu vi a seguinte imagem:

E a partir desse momento eu comecei a pensar, por que continuar remoendo o que eu recebi? Por que continuar se magoando por causa das opiniões dos outros? Então eu percebi o que a vida queria me mostrar.

Ela queria que eu aprendesse alguma lição com isso, afinal, eu sempre acredito que nada é em vão. Eu tinha que recomeçar a partir daquele momento, através do que eu aprendi com tudo o que eu tinha passado. Afinal, não vale a pena ficarmos eternamente triste com certas coisas, não vale a pena ficarmos batendo na mesma tecla sabendo que o final será o mesmo.

Então comecei a redirecionar minha força e meu tempo para o que realmente me fizesse se sentir bem, melhor: comecei a me dedicar mais a faculdade, fiz curso de maquiagem e comecei a olhar o mundo com uma outra ideia, de que as pequenas coisas eram as melhores.

Aprendi a ficar sozinha, a ir numa boa confeitaria tomar um delicioso café, a comprar um  livro que eu queira e sentar para ler, e a estender a mão pra quem precisa afinal, não quero que ninguém passe pelo que eu passei: quando eu mais precisei, poucos estavam do meu lado. Por isso, quero ser uma pessoa presente na vida de cada pessoa que precisar de mim e que esteve ao meu lado nesses “tempos difíceis”.

Alguns dias nós acordamos mal, meio tristes, com sensação de vazio. Isso é normal! E eu aprendi isso. Ninguém está 100% feliz todos os dias da vida, mas o que faz a diferença é não deixar levar pelo sentimento ruim. E sim colocar um belo sorriso no rosto e dar um “Bom Dia” para um desconhecido, mesmo que seu dia esteja dando tudo errado, pois você pode estar mudando a vida de alguém com aquele simples “Bom Dia”, e a sensação que você fica depois poderá ser Maravilhosa.

Vai por mim!

8 comentários em “Finais trazem novos (re)começos.

  1. É bem assim, minha querida!
    Existem pessoas que classificamos como “nada” .. nada de bom, de positivo, de amor, amizade..
    Então elas são “tudo” .. de maldade , inveja , prepotência e negatividade.
    Como se não bastasse, também não querem te ver bem! Fazer o mal é sua meta, pois nada tem de melhor para oferecer.
    Saiba que os poucos que a seu lado estavam eram como você, te amam de verdade e querem te ver cada dia melhor!
    E saiba você o quanto foi forte, pois suportou gente que fede a enxofre com elegância, um sorriso no rosto e serenidade, sendo assim, o que a
    Vida te deu de volta?
    Tudo o que você merece!
    Não saia mais de onde está, tenho a maior
    certeza de seu sucesso no amor e trabalho!
    Ah, se criticam seu blog, que eu adoro, e depois comentam. ..Quem dor de cotovelo,né?
    Para o limbo os podres , e toda alegria pra
    Você!
    Sou sua fã…

    Curtido por 1 pessoa

  2. É bem assim, minha querida!
    Existem pessoas que classificamos como “nada” .. nada de bom, de positivo, de amor, amizade..
    Então elas são “tudo” .. de maldade , inveja , prepotência e negatividade.
    Como se não bastasse, também não querem te ver bem! Fazer o mal é sua meta, pois nada tem de melhor para oferecer.
    Saiba que os poucos que a seu lado estavam eram como você, te amam de verdade e querem te ver cada dia melhor!
    E saiba você o quanto foi forte, pois suportou gente que fede a enxofre com elegância, um sorriso no rosto e serenidade, sendo assim, o que a
    Vida te deu de volta?
    Tudo o que você merece!
    Não saia mais de onde está, tenho a maior
    certeza de seu sucesso no amor e trabalho!
    Ah, se criticam seu blog, que eu adoro, e depois comentam. ..Quem dor de cotovelo,né?
    Para o limbo os podres , e toda alegria pra
    Você!
    Sou sua fã…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Muitas vezes passamos por situações assim, parece ser o fim. Todavia, tudo é fase, por mais difícil que seja, mas sempre passa. Algumas vezes temos que passar por um deserto e enfrentarmos até feras peçonhentas, tal qual a da autoria do email desprezível que lhe foi enviado. Contudo, o bom de tudo é saber que, após um deserto, sempre encontraremos vastos campos de deleites.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s